James Kitchman – First Quartet (2022)

“Aqui está mais um bom lançamento do selo Ubuntu Records. O título do álbum deixa claro que este é o primeiro lançamento do quarteto James Kitchman. Embora o guitarrista Kitchman ainda não seja um nome familiar para o público mais amplo do jazz, as coisas devem mudar com este lançamento. Seus acompanhantes aqui são fiéis da cena do jazz britânico, Bruno Heinen no piano, Tom McCredie, baixo e baterista Shane Forbes. O material de divulgação do álbum nos diz que o álbum “leva o ouvinte em uma viagem de áudio hipnótica ao coração, alma e cosmos sônico de seu compositor”.”

Joy Ellis – Peaceful Place (2022)

“Quando se pensa em pianistas líricos, alguns nomes que vêm à mente podem ser Claude Debussy, Eric Satie, Tigran Hamasyan, Shai Maestro ou mesmo Brad Mehldau e Keith Jarrett. A pianista, compositora e cantora de Londres, Joy Ellis, poderia sentar-se confortavelmente ao lado desses nomes. Obviamente, esses músicos são famosos por sua abordagem inovadora à música e reverenciados em todo o mundo por suas conquistas incomparáveis, e Ellis pode ou não provar um pouco de suas glórias, mas do ponto de vista musical, Ellis ainda está nos primeiros anos de sua carreira e é um talento excepcional que compartilha uma clareza de toque, fluidez de entrega e técnica cativante tal qual seus mestres.”

Caio Afiune – Every Choice Is An Act Of Courage (2022)

Caio Afiune é um híbrido legítimo – ele combina, em doses perfeitas, a música de sua terra natal, Brasil e a do jazz”, disse Luciana Souza, vocalista e compositora brasileira. […] Every Choice Is An Act Of Courage é um mantra incorporado nele por seu pai, Jorge Afiune. Desde jovem a lição se aplicava às menores ações cotidianas, mas à medida que se aproxima do lançamento de seu segundo álbum, isso influencia claramente na forma como ele concilia a relação entre criatividade e o que normalmente se espera de um guitarrista de jazz. […] Além de peças originais, reinventa padrões populares da tradição jazzística, incluindo “Caravan”, “I Remember You”, “Softly as in a Morning Sunrise” e “Stella by Starlight” através de recomposições, influenciando o free jazz, ritmos e metais. Enquanto este artista fala o idioma do jazz, desafia as expectativas de guitarristas experientes. Ou seja, ele toca com naturalidade. Por vezes até se dá ao luxo de dá um passo a trás na sua performance particular, para que seu time de músicos possa brilhar também.”

Banana Scrait – Eletro Bossa Nova (EP, 2022)

“A abordagem do duo Banana Scrait para o projeto Eletro Bossa Nova é uma nova interpretação para clássicos desse ritmo brasileiríssimo por natureza, com uma vibração nova: da chillwave, lounge music e até o funk com batida sincopada. É o caso da releitura de Manhã de Carnaval (cujo vídeo clipe se pode conferir abaixo), que combina suingue e poesia com um toque de melancolia guiada pelo sax tenor no que, talvez, seja a versão mais ousada de todo o álbum. […] Este novo EP vem para somar-se à discografia do duo, na perspectiva de canalizar as influências roqueiras de Andrea e Daniel – entre elas, The Smiths, Breeders e Elastica.”

Fonte: Adaptado do Press Release oficial.

Argonautas – Argonautas Interpretam Edu Lobo (2022)

O que esperar de um disco baseado nas canções e composições de Edu Lobo? Bem, o grupo Argonautas ousou realizar tal feito e o fez com tanta dedicação e simplicidade que quase conseguiu ser uma cópia fiel do ídolo. Todavia, não conseguiu ser “cópia”, ao contrário, preferiu soar idêntico a si mesmo, apropriando-se dos aspectos mais simbólicos da musicalidade de Lobo. Aliando o romantismo de todas as épocas vividas pelo ídolo, Os Argonautas representaram muito bem o papel de traduzir para a contemporaneidade fragmentos de uma trajetória que fala da beleza dos amores perdidos / correspondidos até as angustias de ser perseguido pela ditadura militar. Sem falar no resgate de toda a atmosfera saudosista que envolve carinhosamente os momentos mais sublimes da obra do mestre. O disco conta, entre outros, com as participações especialíssimas do próprio Edu e de Mônica Salmaso, com quem o grupo já dividiu o palco no passado.