Andrew Hill – Passing Ships (1969)

“A faixa-título é uma peça notável. As harmonias de Joe Farrell no oboé flutuam sobre uma ondas de ressacas forjadas pelo trombone e pelos trompetes, dando lugar a maravilhosos solos de Julian Priester e Woody Shaw. O vibrato de Shaw raramente soou tão bonito. Farrell entra para completar a passagem solo com um tom brilhante e sólido usando sua própria voz. “Passing Ships”, uma poderosa metáfora marítima sobre navios de cascos em movimentos lentos que deslizam sobre toneladas de água que passam sem nunca acabar possibilitando encontro breves e infinitos, que carregam muitas vidas com suas esperanças e sonhos e com destino final definidos.”

Ajude-nos dando feedback!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.