Simone – Da Gente (2022)

“Em Da Gente, primeiro disco da cantora desde É Melhor Ser (2013), Simone volta a percorrer a trilha do afeto, por meio do olhar cuidadoso a compositores do Nordeste e pela temática das 12 músicas que pinçou para o repertório. Amores, encontros e reflexões sobre os dias de hoje, em que começamos a retomar o contato pessoal com quem amamos, dão o tom deste novo trabalho. “A vida sem os afetos não vale a pena. O que me salvou na pandemia foi o lado afetivo, o que veio de mim e o que veio pra mim. Espero que este trabalho Da gente cumpra uma rota sentimental que faz falta nos nossos dias, do coletivo, do grupo, da amizade, da confiança.””

Howlin Rain – The Dharma Wheel (2022)

“Eu queria que The Dharma Wheel fosse um portal do nosso mundo cotidiano, aquele em que você fica em solo duro e segura o álbum em suas mãos e perscruta a arte e outro universo”, diz o compositor, guitarrista e vocalista, Ethan Miller. “Você entra nesse universo com seus olhos, ouvidos e mente e faz um passeio através da meditação de forma livre sobre essas ideias – desde grandes conceitos fundamentais sobre nossa existência até a graxa que rola pelo braço de um assassino de novelas pulp como ele come um cachorro-quente de posto de gasolina em um velho Dodge em um beco.”

Ilaria Capalbo – Karthago (2022)

O primeiro trabalho de Ilaria Capalbo como líder é inspirado na história de Karthago, uma poderosa cidade fundada na costa sudoeste do Mediterrâneo por uma rainha lendária e condenada por sua proximidade com o império em colisão de Roma. Os motivos remanescentes neste conto, parte história antiga e parte mito, como muitas das histórias que o Mediterrâneo conta, são a coragem, a resiliência e a vulnerabilidade necessárias para crescer à luz da singularidade, perseguir uma visão e defendê-la – independentemente de probabilidades – para não ser esquecido.

Matt Slocum – With Love and Sadness (2022)

With Love and Sadness, lançado em 18 de março de 2022, foi projetado, gravado, mixado e masterizado como uma experiência totalmente analógica (embora também esteja disponível em CD e streaming de alta resolução). A música foi composta como uma única obra, e não como “faixas” individuais, e o arco narrativo é estruturado como um todo contínuo com subtramas moldadas ao longo do álbum. O resultado é tão notável e raro quanto um arco-íris ou uma nuvem passageira. Está de acordo com a estética geral de Slocum e sua propensão para transmitir beleza ao mundo, e o culminar de um imenso talento (como baterista e compositor) e erudição maciça. Como Thomas Conrad escreveu na JazzTimes Magazine (sobre Black Elk’s Dream de Slocum), “Um trabalho meticuloso e profundamente realizado, notável não apenas por sua coerência como um todo, mas também por sua pungência autêntica e evolutiva… , a música flutuante é capaz de explodir de alegria ou dor.”

Siena Root – The Secret Of Our time (2020)

“… O grupo tem 100% de orientação para o rock setentista desde seu primeiro álbum, mas em The Secret of Our Time, disco lançado no último 20 de março, seu ecletismo atingiu um patamar inédito. Outra novidade é a formação “híbrida” do grupo, que agora contabiliza algo em torno de 9 (!) integrantes. Ainda que as informações oficiais do grupo em seu site e redes sociais não deixem essa informação clara, a impressão que fica é que existe um “núcleo duro” de músicos e alguns agregados, como uma boa família musical. Uma das principais [coisas sobre o disco] é a efetivação de Zubaida Solid como vocalista principal e em especial saber que ela divide vocais com a carismática Lisa Lystam. Lisa Lystam é a front-woman do grupo de blues rock Heavy Feather, do qual também faz parte o guitarrista Matte Gustavsson, membro do Siena Root já há vários anos. Tudo isso traz um aroma maravilhoso a este novo álbum.”